domingo, 27 de fevereiro de 2011

História antiga para LIDERANÇAS novas

A mais ou menos 1000 anos antes de Cristo, aquilo que hoje é o Estado de Israel era apenas uma porção de tribos; prá ser mais exato eram 12 tribos. Elas se uniram e coroaram um rei, que foi o primeiro rei de Israel. Quando este morreu, as tribos se dividiram; algumas ficaram autônomas, outras se mantiveram unidas e coroaram rei um dos filhos do falecido. Este foi assassinado pouco tempo depois e, então, o rei David (aquele mesmo do "David x Golias") fez o que chamamos, hoje, de "Governo de Coalizão", juntando todas aquelas tribos em torno de si, formando assim o Reino de Israel.
Porém, no meio do território havia uma cidade que não pertencia ao reino; mais que isso, era uma cidade estratégica, posicionada no alto de um monte, ideal para ser a capital. O que David fez? Muito simples para a época: juntou seus exércitos e foi tomar a cidade. Só que era complicado: além de ser no alto do monte, a cidade era muito bem cercada, tinha muros altos, praticamente intransponíveis. Os líderes da cidade chegaram a dizer que mesmo que a cidade fosse habitada apenas por cegos e aleijados, David não conseguiria vencê-la. E isto não deixava de ser verdade.
David era um líder esperto, daqueles que sabem que sempre pode ter alguém com uma boa idéia fazendo parte do time. Então, lançou um desafio: o homem que encontrasse uma maneira de entrar na cidade - e conseguisse fazê-lo, seria nomeado Comandante do Exército. Lançou o desafio entre as tropas. Imagine o alvoroço que não foi: teve, possivelmente, aqueles tímidos que preferiram ficar esperando; teve os 'espertos', que ficavam tentando copiar as idéias dos outros; teve também os inteligentes, que ficaram fazendo cálculos de todos os tipos; mas, apesar de todo esforço, ninguém conseguia encontrar uma alternativa.
Até que Joabe, um dos capitães do exército, raciocinou: "Caramba... como é que este povo se vira com o esgoto? Como a água da chuva e do esgoto saem de lá? Deve ter alguma saída... esta água não evapora: tem que sair por algum lugar." Ele, então, se pôs a procurar, reuniu homens de sua confiança, e descobriu a saída de água da cidade... Entrou por ela e, para a surpresa dos jebuseus (habitantes da cidade), "apareceu" lá dentro! Venceu-os, abriu as portas da cidade e David pôde conquistá-la, transformando-a na capital do reino. Ainda hoje Jerusalém é a capital do Estado de Israel. E Joabe, conseqüentemente, foi nomeado Comandante em Chefe dos Exércitos, uma espécie de Ministro da Defesa do reino de David.
Que lições podemos tirar deste episódio?
  1. Nem sempre o chefão sabe tudo. David tinha um objetivo: conquistar Jerusalém. Mas, não sabia como fazê-lo. Até fez uma tentativa, cercando a cidade com suas tropas, mas não foi o suficiente.
  2. Nem sempre se pode delegar uma tarefa a alguém específico. David não pôde chamar uma pessoa e ordenar que ela descobrisse uma maneira de entrar na cidade.
  3. A solução pode estar no meio do povo. Joabe era mais um membro das forças armadas de David, mas não era nenhuma "estrela".
  4. A solução pode ser bem mais simples, até inesperada. Quem imaginaria que a solução estaria no esgoto da cidade?
  5. Sem estímulo, ninguém faz nada. Joabe só se sentiu estimulado a descobrir uma alternativa quando foi oferecida uma promoção.

Esta meditação está baseada nos textos bíblicos de II Samuel 5:6-9 e I Crônicas 11:4-7.
Um abraço, e até a próxima!

Um comentário:

  1. Olá Prof. Emerson gostaria de entrar em contato com o Sr. mas não tenho seu e-mail. é possivel me passar, fui seu aluno no Curso Calculos Previdenciários pelo INEJA em Curitiba nos dias 17 a 19/02/11.

    Gostaria muito de obter ajuda em alguns calculos que estou tendo dificuldades.
    Desde já agradeço sua atenção.
    Desculpe não sabia como entrar em contato e achei seu blogger.

    Grato
    Robson Ribeiro de Souza
    robsonctg@ig.com.br

    ResponderExcluir