terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Choro de Mulher...

Se havia algo que deixava o delegado Carlos Henrique consternado, era choro de mulher. Ainda mais quando ela tinha 30 anos, era bonita e sensual:

- Mas o que foi que aconteceu, meu anjo? Conta pra mim.

Maristela - era esse o nome da vítima - fez beicinho:

- Ele me bateu.

Dr. Carlos Henrique trincou os dentes:

- Ele, quem?

- O Jorjão.

Sentiu o peito arfar:

- E quem é esse Jorjão?

- É ... bem, como eu posso dizer? Ah, deixa pra lá, doutor. Acho melhor não registrar nada.

Dr. Carlos Henrique pousou a mão naquele ombro macio, carnudo:

- Posso lhe dizer uma coisa?

Maristela ficou em silêncio.

O delegado insistiu:

- Com toda a experiência?

Ela balançou a cabeça, afirmativamente:

- Pode.

- Se você não denunciar esse patife, ele vai te bater de novo.

Abriu o olho roxo:

- O senhor acha ?

- Tenho certeza, meu doce - alisando o hematoma - Aliás, vou expedir uma guia para o Instituto Médico-Legal fazer o exame de corpo de delito. Está horrível ...

Apesar dos pesares, ela sorriu:

- O senhor ainda não viu nada.

- Ele fez pior ainda?

Maristela pôs a mão na coxa:

- Me deu um chute aqui...

- Ficou a marca ?

- Uma mancha enorme.

- Entre aqui no meu gabinete, que eu quero ver.

- Então, feche a porta, doutor.

Dr. Carlos Henrique deu três voltas com a chave e mais quatro com o ferrolho. Tapou o buraco da fechadura com uma fita adesiva:

- Assim está bom?

- Ótimo. Agora, ligue o ar e prepare uma bebida para nós dois.

- Vinho?

Maristela mordeu o lábio ferido e exigiu:

- Se tiver uísque, eu prefiro.

- Tenho sempre um litro guardado para essas emergências, meu anjo. Puro ou com gelo?

- Puro.

O delegado serviu duas doses. Maristela pegou a sua e bebeu tudo em apenas três goles. Estalou os beiços:

- Vou tirar a roupa.

- Mostra tudo, meu doce. Quero ver todos os hematomas.

- Apaga aquela luz ali. Deixa só a do corredor...

Dr. Carlos Henrique estava arrepiado:

- Isto aqui tá parecendo estúdio da Playboy... tira tudo, meu anjo, tira...

- Tô tirando... pronto...

O delegado, nervoso:

- Preciso acender. Quero ver de perto para poder descrever nos autos... Êpaaaa!!!

- O que foi, doutor?

- Você é homem, cara!!

- Então, doutor... É com isso que o Jorjão não se conforma!!!

(se alguém souber de quem é este texto, por favor, me avise para que eu dê os créditos...)

9 comentários:

  1. Nossa!!!!
    Será que o Delegado aumentou o nº de hematomas???
    kkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde queria tirar uma dúvida estou de férias e acaba no sábado, logo em seguida vou entrar de licença esse mês eu recebo pagamento? sendo que já recebi férias

    ResponderExcluir
  3. Oi boa noite me tira uma dúvida entrei de licença maternidade no dia 15 de agosto de 2015 e voltaria no dia 09. Fevereiro 2016 pois a empresaalem dia 120 dias me dá o direito a mais 60 e no dia 10 de fevereiro me deram as férias do período aquisitivo de 10/03/2014 a 09 /02/2015 então quando voltei no dia 11 de março de 2016 estava vencendo o pedido de férias de 11/03/2015 a 10/03/2016 e me fizeram q devidos a licença maternidade não terei direito a este período de férias isso procede?

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, professor.
    Uma colaboradora apresentou um atestado médico de 15 dias, posteriormente outro de 11 dias e após esse período ganhou o seu bebê. Minha dúvida é se devo encaminha-la ao inss, ou se posso contar esses 11 dias como parte da licença e abater dos 120 dias.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O coreto é encaminhar ao INSS. Só pode abater dos 120 se o médico der atestado específico para antecipar a licença.

      Excluir
  5. Boa tarde me tire uma duvida estou gravida e meu parto esta com data prevista para o dia 24-04-2018 mais minhas ferias esta prevista para o dia 01-04 como fica minha licença conta com o mes de ferias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teu empregador deverá te dar as férias antes ou depois da licença. Quem decide é ele.

      Excluir